IBRACON - Instituto dos auditores independentes do Brasil

IBRACON - Instituto dos auditores independentes do Brasil IBRACON - Instituto dos auditores independentes do Brasil

Início Loja Virtual TV Ibracon Fale Conosco

F.A.Q.

0 O que é o exame de Qualificação Técnica para o CNAI e quais os benefícios em realizar esta prova?
O Exame de Qualificação Técnica é o principal requisito para ingresso no Cadastro Nacional de Auditores Independentes (CNAI) do Conselho Federal de Contabilidade (CFC) e, também, é exigência da Comissão de Valores Mobiliários (CVM), para todos os que desejarem obter registro naquele órgão para atuar em Auditoria Independente no âmbito do Mercado de Capitais. O Banco Central do Brasil (BCB) também exige a comprovação de aprovação em exame de qualificação técnica específico para os responsáveis técnicos, diretores, gerentes, supervisores e todo e qualquer outro Contador com função de gerência, envolvidos em trabalhos de Auditoria Independente em Instituições Financeiras, O mesmo requisito se aplica a auditores que prestam serviços a entidades que operam sob a supervisão da SUSEP. O Cadastro Nacional de Auditores Independentes do Conselho Federal de Contabilidade (CNAI) foi criado pela Resolução CFC nº 1.019, de 18 de fevereiro de 2005, como resposta à exigência da CVM e do Banco Central do Brasil (BCB) de realização de exame de qualificação para os auditores que atuam nas áreas reguladas por esses órgãos. O CNAI tem por fim cadastrar todos os profissionais que atuam no mercado de auditoria independente, permitindo, assim, ao Sistema CFC/CRCs conhecer a distribuição geográfica desses profissionais, como atuam no mercado e o nível de responsabilidade de cada um, disponibilizando essas informações aos Conselhos Regionais para que estes possam fiscalizar o exercício profissional com mais eficácia. O Exame de Qualificação Técnica foi criado pelo Conselho Federal de Contabilidade e o IBRACON, para avaliar o conhecimento e a competência técnico-profissional dos contadores que pretendem obter o registro no Cadastro Nacional de Auditores Independentes (CNAI) com vistas a atuarem na área de Auditoria Independente.
0 O que eu preciso fazer para me tornar um Auditor Independente?
Para atuar como auditor independente, o profissional precisa ser bacharel em Ciências Contábeis e devidamente registrado no CRC de sua região na categoria de contador. Uma das maneiras de se tornar auditor é participando dos processos seletivos das empresas. São necessários também conhecimentos específicos sobre a profissão e a aplicação prática destes conhecimentos. Existem alguns setores, como: companhias abertas, instituições financeiras, seguradoras, planos de saúde ou sociedades sem fins lucrativos, (a partir de determinado valor de receita bruta anual) que só podem ser auditados por profissionais com cadastro na CVM. A auditoria independente é uma profissão que exige muita qualificação prática e teórica, através do cumprimento da educação continuada, para que possa ser corretamente exercida.
0 Quais as vantagen que terei ao me associar ao Ibracon?
• Participar dos grupos de trabalho que elaboram as normas específicas para cada setor de auditoria. Ao fazer parte do grupo o profissional contribuirá na discussão de temas relevantes para a profissão e na regulamentação aplicada na área. • Colaborar para estabelecer e manter um mercado profissional regulamentado. Todo contador/auditor sabe o quanto é importante trabalhar sob regras claras que garantam sua própria segurança e a do cliente. • Fortalecer sua valorização, enquanto profissional contábil, na sociedade. O Instituto aumentou seus investimentos em comunicação, resultando em maior exposição na mídia, com isso o contador/auditor passa a ser visto como um profissional capaz de trazer benefícios para a economia e não como a pessoa que vasculha as contas de uma empresa em busca de fraudes. • Adquirir atualização imediata e de qualidade. Como o conhecimento é produzido e aplicado aqui mesmo, por meio dos treinamentos, o associado sai na frente. • Em todo o Brasil, o IBRACON é reconhecido pela qualidade dos cursos, palestras, seminários e fóruns de discussão que promove em conjunto com as empresas parceiras. • Participar de treinamentos pagando um valor diferenciado. • Os associados do Instituto ganham descontos em eventos realizados por outras entidades da área. Como me associar? Escolha uma das Câmaras de acordo com seu perfil: A Associação na Câmara dos Contadores deve ser feita por profissionais Bacharéis em Ciências Contábeis, com CRC ativo, atuantes em qualquer área da contabilidade. A Associação na Câmara dos Auditores somente é aceita por profissionais que comprovem atuação em auditoria, tendo assinado três pareceres de balanços auditados em três anos diferentes, nos últimos cinco anos. A associação na Câmara de Estudantes é permitida somente para os acadêmicos de Ciências Contábeis. Há ainda a possibilidade de associar como Empresa de Auditoria ao IBRACON. Somente empresas que prestem serviços de auditoria e tenham sócios contadores, sendo que estes sócios devem ser associados ao Instituto. Após, basta clicar em “associe-se”, imprimir, preencher os documentos (todos com firma reconhecida) e entregar na Seção Regional mais próxima. Como faço para encontrar a Regional mais próxima? Entre no site e clique em “diretoria”. Nesta página irá encontrar todas as informações sobre a localização e o contato das regionais.
0 Qual a diferença entre o Auditor Interno e o Auditor Externo ou Independente?
AUDITOR INTERNO é empregado da empresa auditada, possui menor grau de independência, executa auditoria contábil, operacional, de gestão, de qualidade, de processos, de produtos e outros. Os principais objetivos são: -verificar a existência, a suficiência e a aplicação dos controles internos, bem como contribuir para o seu aprimoramento; -verificar se as normas internas estão sendo seguidas; -verificar a necessidade de melhoramento das normas internas vigentes; -avaliar a necessidade de novas normas internas; Seu trabalho apresenta como característica um maior volume de testes em função da maior disponibilidade de tempo na empresa para executar os serviços de auditoria. AUDITOR EXTERNO não tem vínculo empregatício com a empresa auditada, possui maior grau de independência, executa apenas auditoria contábil. O principal objetivo do profissional que realizar a auditoria externa é emitir um parecer ou opinião sobre as demonstrações contábeis, no sentido de verificar se estas refletem adequadamente a posição patrimonial ou financeira, o resultado das operações e as origens e aplicações de recursos da empresa examinada. Além disso, é analisar também se essas demonstrações foram elaboradas de acordo com os princípios contábeis e se esses princípios foram aplicados com uniformidade em relação ao exercício anterior. Seu trabalho apresenta como característica um menor volume de testes, já que o auditor externo está interessado em erros que individualmente ou cumulativamente possam alterar de maneira substancial as informações das demonstrações contábeis.
Fechar [X]

Indicar a um amigo!