IBRACON - Instituto dos auditores independentes do Brasil

IBRACON - Instituto dos auditores independentes do Brasil IBRACON - Instituto dos auditores independentes do Brasil

Notícias > Ibracon na Mídia

Sexta-feira, 11 de Dezembro de 2020

Presidente faz balanço de atividades do CFC na abertura da 10ª Conferência do Ibracon

Por Maristela Girotto

Tamanho do Texto: a A

A programação da 10ª Conferência Brasileira de Contabilidade e Auditoria Independente, promovida pelo Instituto dos Auditores Independentes do Brasil (Ibracon), teve início na manhã desta quinta-feira (10). Francisco Sant’Anna, presidente do Ibracon, e Zulmir Breda, presidente do Conselho Federal de Contabilidade (CFC), abriram o evento, que é realizado de forma híbrida, ou seja, com alguns palestrantes presentes no palco do Teatro Unimed, em São Paulo, e outros com apresentações virtuais. Os cerca de 800 inscritos na conferência assistem ao evento por meio de plataforma on-line.

O presidente do Ibracon centrou a sua fala nos três pilares que fazem parte dos critérios de sustentabilidade corporativa reunidos na sigla ASG – Ambiental, Social e Governança [ou ESG, em inglês]. “No Brasil, em anos recentes, houve aceleração na melhora da governança das empresas”, afirmou Sant’Anna, chamando a atenção para um maior investimento das organizações quanto aos outros dois pilares.

“Na área ambiental, precisamos de um compromisso mais forte dos investidores e da sociedade, inclusive olhando para esse assunto com a visão econômica. Já o pilar social é fundamental para melhorarmos as condições da população brasileira, especialmente, em relação a questões raciais e de gênero”, destacou o presidente do Ibracon. Para ele, as empresas precisam oferecer maior apoio ao crescimento profissional de negros e mulheres.

Balanço

Em sua fala, Zulmir Breda fez questão de estender os cumprimentos iniciais e fazer agradecimento a todos os profissionais da contabilidade do País. Segundo ele, este ano, em função da pandemia de Covid-19, a classe contábil tem se desdobrado para enfrentar vários desafios e manter a essencialidade da profissão, contribuindo para a continuidade dos negócios e a manutenção de empregos.

O presidente fez um balanço das atividades do Conselho Federal de Contabilidade em 2020, focando, principalmente, na prerrogativa regulatória do CFC. “Conseguimos dar andamento às nossas atividades e chegamos ao final do ano com importantes avanços normativos”, afirmou.

Na contabilidade pública, Breda citou três novas normas (NBC TSP) emitidas em decorrência do trabalho de convergência às (Ipsas). “No total, já convergimos 30 normas ao padrão Ipsas e, em 2021, iremos concluir o processo com a convergência de mais cinco normas”, informou.

Outros destaques feitos pelo presidente do CFC foram a edição do Comunicado Técnico Geral (CTG) 09 – Relato Integrado, que visa atender a uma necessidade do mercado brasileiro quanto à padronização de relatórios de sustentabilidade; e a emissão da Norma Brasileira de Contabilidade de Auditoria de Informação Contábil Histórica Aplicável ao Setor Público (NBC TASP), que foi incorporada na estrutura das NBCs e trata da auditoria governamental.

Breda citou também o trabalho, atualmente em fase final, para edição de uma norma voltada às entidades em liquidação. “Essa será uma norma de vanguarda no mundo”, ressaltou.

Ainda, o presidente anunciou a criação de um grupo de trabalho para fazer a revisão da NBC TG 1000 –Contabilidade para Pequenas e Médias Empresas e citou, como um fato relevante de 2020, a constituição de um grupo de estudos para debater questões relacionadas às pequenas e médias empresas de auditoria.

As revisões da NBC PA 13 (R3) – Exame de Qualificação Técnica e da NBC PG 12 (R3) – Educação Profissional Continuada também foram mencionadas pelo presidente. Entre vários outros pontos destacados, ele aproveitou para anunciar a realização do Exame de Qualificação Técnica (EQT), que será feita na modalidade on-line em decorrência das normas de isolamento social, no mês de janeiro de 2021 – o dia ainda será confirmado.

Conferência

Após a abertura, a programação da 10ª Conferência Brasileira de Contabilidade e Auditoria Independente seguiu com palestra “Governança e ”, proferida por Amaro Gomes, secretário de Coordenação e Governança das Empresas Estatais (Sest) do Ministério da Economia.

No período da manhã, foram também realizados os painéis “Liderança da mulher no mundo corporativo – Governança, e Sustentabilidade” e “Visão e futuro da profissão”.

A programação segue nesta sexta-feira (11), com palestra de Marcelo Barbosa, presidente da Comissão de Valores Mobiliários (CVM); e de Sue Lloyd, vice-presidente do (IASB) e presidente do Comitê de Interpretações de IFRS, que será seguida de debate. O painel “Atualidades das IFRS” vai encerrar o evento.

Para mais informações sobre a 10ª Conferência do Ibracon, consulte o : https://www.ibracon.com.br/conferencia/edicao10/index.php?origem=

Fonte: CFC - 11/12/2020 

 

CFC - Conselho Federal de Contabilidade - 10/12/2020

Próximos cursos

Fechar [X]

Indicar a um amigo!

Fechar [X]

Enviar a um amigo!