IBRACON - Instituto dos auditores independentes do Brasil

IBRACON - Instituto dos auditores independentes do Brasil IBRACON - Instituto dos auditores independentes do Brasil

Início Loja Virtual TV Ibracon Fale Conosco

Notícias > Notícias do Ibracon

Quarta-feira, 08 de Julho de 2020

"Potenciais novos serviços do auditor em tempos de Covid-19" foi tema de webinar promovido pelo Ibracon

Tags:covid-19

Webinar

Tamanho do Texto: a A

O Ibracon – Instituto dos Auditores Independentes do Brasil realizou na última sexta-feira, 3, o 15º webinar Atualizações Técnicas. Henrique Campos e Reinaldo Oliari, integrantes do Grupo de Trabalho (GT) Novos Serviços do Ibracon abordaram o tema “Potenciais novos serviços do auditor em tempos de Covid-19”.

A moderação foi feita pela gerente Técnica do Instituto, Adriana Caetano.  Em sua fala inicial, Adriana trouxe informações sobre o escopo de trabalho do GT Novos Serviços, destacando que apesar de não ter um viés muito técnico, tal conhecimento também é essencial, pois nenhum novo serviço pode ser entregue sem o conhecimento técnico ou sem o conhecimento das normas vigentes.

Ainda sobre a atuação do GT, Henrique Campos comentou que mesmo antes da pandemia os entes governamentais já apontaram oportunidades e que a ideia principal, desde então, é inventariar essas demandas.

Além disso, há uma agenda de aproximação com outros entes governamentais para apresentar o Ibracon e identificar possibilidades de atuação conjunta.

“A partir do momento que a gente gera uma oportunidade de novo serviço, outros Grupos de Trabalho do Ibracon são acionados para olhar do ponto de vista técnico, elaborar algum Comunicado Técnico e metodologia”, explica.

Demandas

Os debatedores abordaram algumas das demandas por novos serviços mais recentes trazidas por entes governamentais, como: Agência Nacional de Aviação Civil (ANAC), na relicitação de aeroportos e auditoria deste processo; Agência Nacional de Transportes Aquaviários (ANTAQ), auditoria de Balanços Regulatórios; Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicação (MCTIC), em incentivos para indústria automotiva, dentre outros, e auditoria de todos os processos e formulários; Ministério da Economia, com a Rota 2030; Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel), onde a identificação de demandas já é um trabalho mais antigo e, portanto, mais estruturado; e Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT), também no bojo de Relicitações, mas de rodovias.

Henrique Campos comenta que o GT agora entra em uma nova fase, olhando para além dos entes governamentais, às entidades de classe e associações, para que conheçam o Ibracon e a atividade de auditoria independente.

“Haverá por parte da sociedade em geral um maior apelo por transparência e por informações auditadas e confiáveis. Reguladores, empregados, fornecedores, clientes, empresas e organizações, governos, etc, todos demandarão mais transparência nesse pós-pandemia”, completa.

Oportunidades

Além da auditoria de demonstrações contábeis, os debatedores trouxeram a tendência do aumento do leque de trabalhos relacionados à auditoria. “Inclusive pensamos que uma meta importante seria que os novos serviços fossem 50% do faturamento da unidade de negócio de auditoria das firmas”, comenta Henrique.

Procedimentos Previamente Acordados (PPA); Análise de Cumprimento de Cláusulas Contratuais (Convents); Laudos Contábeis, Asseguração – razoável, limitada, Relatório de Sustentabilidade, Relato Integrado; e Revisão – de Demonstrações Financeiras e Informações Intermediárias foram alguns dos exemplos de oportunidades.

Coragem para inovar

Em sua apresentação, Reinaldo Oliari reforçou a importância de não temer as inovações no enfrentamento dos desafios: “É momento de mudar o mindset, procurar conhecimento de outras áreas, gerar novas metodologias”, afirmou. “Também precisamos nos adaptar às novas tecnologias e intensificar o treinamento dos profissionais, sabendo que podemos prestar serviços em muitos campos de trabalho”, ressaltou.

Oliari lembrou que todas as áreas de atuação vêm passando por transformações: “Com a Auditoria, não é diferente”, disse. “Precisamos ser criativos, acompanhar o mercado, ler, não ficar restrito apenas às normas contábeis, devemos estar atentos a elas, sim, mas não só”, observou.

Ao falar sobre os principais desafios da profissão, Oliari elencou as novas tecnologias, a necessidade de aprimoramento contínuo – área em que os cursos do Ibracon, por exemplo, foram citados como de grande contribuição – e a necessidade de agregar ainda mais valor à prática profissional.

“Ao longo da trajetória da carreira do auditor, vamos adquirindo expertise em tantas áreas, em tantas indústrias diferentes, que a quantidade de serviços que a gente pode prestar como um profissional de finanças e que conhece muito bem o que é a saúde financeira das entidades e empresas, nos dá conhecimento de causa para pensar diferente. E isso, nenhuma máquina poderá substituir”, conclui Oliari.

Quiz

A pandemia trará o chamado "novo normal" também nos serviços prestados pelos auditores? Você se sente preparado para prestar serviços de auditoria diferentes dos tradicionais?

Estas foram as perguntas propostas ao público que acompanhou o webinar “Potenciais novos serviços do auditor em tempos de Covid-19”.

À primeira pergunta, 62% responderam que sim, a pandemia trará o chamado "novo normal" também nos serviços prestados pelos auditores, com novas demandas e oportunidades sendo incorporadas. Já a segunda pergunta recebeu 46% de respostas positivas, mas 18% dizendo que não tem certeza se está preparado e 5% apontando que não se sente preparado, o que mostra um importante caminho a ser percorrido para atender ao novo contexto profissional que já se delineia.

Em breve o vídeo completo da apresentação estará disponível no Portal Ibracon.

Para ter acesso a apresentação, clique aqui.


Por Comunicação Ibracon

Próximos cursos

Fechar [X]

Indicar a um amigo!

Fechar [X]

Enviar a um amigo!