IBRACON - Instituto dos auditores independentes do Brasil

IBRACON - Instituto dos auditores independentes do Brasil IBRACON - Instituto dos auditores independentes do Brasil

Notícias > Ibracon na Mídia

Terça-feira, 11 de Junho de 2019

Tradicional painel da Conferência do Ibracon aborda atualidades das IFRS

Por Maristela Girotto

Tamanho do Texto: a A

Nas edições anuais da Conferência Brasileira de Contabilidade e Auditoria Independente, promovidas pelo Instituto dos Auditores Independentes do Brasil (Ibracon), já se tornou tradicional o painel “Atualidades das IFRS”, apresentado pelo contador brasileiro Amaro Gomes, representante do Brasil e América Latina no International Accounting Standards Board (Iasb). Nesta 9ª edição do evento, que ocorre nestes dias 10 e 11 de junho, em São Paulo, Gomes dividiu o tema com Tadeu Cendón Ferreira, que irá iniciar mandato no Board do Iasb a partir de julho próximo.

O painel contou também a participação do vice-presidente Técnico do Conselho Federal de Contabilidade (CFC), Idésio Coelho, e foi moderado pelo diretor de Administração e Finanças do Ibracon, Francisco Reis.

Durante a apresentação, Gomes fez um resumo sobre os principais projetos em desenvolvimento atualmente no Iasb, abordando as prioridades: Demonstrações financeiras primárias, Revisão de notas explicativas – Normas e comentários da administração. “Esses são projetos hoje diretamente ligados ao plano de trabalho do Iasb para até 2021”, afirmou.

Além disso, o atual membro do Board falou sobre o que esperar do Iasb em 2019 e nos próximos anos, detalhando projetos de manutenção, enfocando trabalhos em andamento e linhas de pesquisa e explicando a revisão do Due Process Handbook.

Prestes a assumir o mandato no Board do Iasb, em julho, Tadeu Cendón pediu apoio dos auditores e contadores brasileiros para uma maior participação da classe nas diversas fases do processo de elaboração das normas. “Isso é fundamental para que as normas atendam as nossas necessidades e sejam tecnicamente corretas”, disse ele.

Cendón sugeriu, inclusive, que os professores universitários brasileiros reúnam os seus alunos de Ciências Contábeis para estudar as International Financial Reporting Standards (IFRS) em fase de elaboração e para produzir comentários a serem enviados ao Iasb. “Seria importante estimular os estudantes da área a participarem, para que possamos aumentar a nossa interação com o Iasb para além do que hoje é feito pelo Glenif e CPC”, acrescentou. O Grupo Latinoamericano de Emisores de Normas de Información Financiera (Glenif) reúne as contribuições de países da América Latina, e o Comitê de Pronunciamentos Contábeis (CPC) é responsável pela convergência das IFRS no Brasil.

O novo membro brasileiro no Board também discorreu sobre alguns dos projetos do Iasb. “Há 29 projetos em andamento”, citou Cendón, detalhando que, desse total, 17 são projetos de manutenção de normas, oito são de pesquisa, três são de standard setting e um projeto de revisão do Due Process.

O vice-presidente Técnico do CFC destacou o trabalho realizado por Amaro Gomes no processo de emissão de normas contábeis de alta qualidade do Iasb e, ainda, aproveitou para parabenizar Tadeu Cendón pelo início do mandato no International Accounting Standards Board.

Idésio Coelho falou sobre como as IFRS são convergidas no Brasil, da criação do CPC e da obrigatoriedade do cumprimento dessas normas quando elas são editadas como Normas Brasileiras de Contabilidade (NBCs) pelo CFC.

“Nós, enquanto entidades da área, assumimos o compromisso de aderência às normas internacionais e vamos continuar a fazê-lo, em benefício da transparência, da qualidade e da redução do custo de capitais, entre outros motivos”, afirmou o vice-presidente.

Ainda, Coelho concordou com a afirmação de Tadeu Cendón sobre a importância da adoção das IFRS sem adaptações, para não haver problema na implantação e gerar descrédito.

Outro ponto que o vice-presidente do CFC abordou foi sobre a necessidade de se criar mecanismos para incentivar uma maior participação dos contadores e auditores brasileiros no processo de elaboração das IFRS.

Homenagens


Ao final do painel, Amaro Gomes foi homenageado pelo presidente do Grupo Latinoamericano de Emisores de Normas de Información Financiera (Glenif), Eduardo Pocetti, pelo trabalho realizado durante dez anos no Board do Iasb, representando a América Latina.

Segundo Pocetti, o Glenif foi criado por iniciativa de Gomes, logo que assumiu seu mandato no Iasb, e a iniciativa foi totalmente apoiada pelo CFC, na época presidido por Juarez Domingues Carneiro.

“O Glenif se tornou o Comitê de Pronunciamentos Contábeis (CPC) da América Latina”, afirmou Pocetti, ressaltando a importância do Grupo, que conta com representação de emissores de normas contábeis de 16 países da Região.

Em seguida, o presidente do Ibracon, Francisco Sant’Anna, homenageou Tadeu Cendón, pelo início do seu mandato no Board do Iasb.

Fonte: CFC - 11/06/2019

Próximos cursos

Fechar [X]

Indicar a um amigo!

Fechar [X]

Enviar a um amigo!