IBRACON - Instituto dos auditores independentes do Brasil

IBRACON - Instituto dos auditores independentes do Brasil IBRACON - Instituto dos auditores independentes do Brasil

Notícias > Notícias do Ibracon

Quinta-feira, 21 de Junho de 2018

Auditor independente exerce papel fundamental à boa Governança

Tags:conferencia2018

Constatação fez parte das discussões sobre “Relacionamento da Auditoria com a Governança da Entidade”, realizadas no segundo dia da 8ª Convenção do Ibracon

Tamanho do Texto: a A

O Painel “Relacionamento da Auditoria com a Governança da Entidade”, apresentado no dia 12 de junho, durante a 8ª Conferência Brasileira de Contabilidade e Auditoria Independente do Ibracon – Instituto dos Auditores Independentes do Brasil, reuniu Tiago Isaac, superintendente de Empresas e Estruturadores de Ofertas da B3; Richard Blanchet, que integra o Conselho de Administração do Instituto Brasileiro de Governança Corporativa (IBGC); Marco Castro, membro do Conselho de Administração do Ibracon; e Clinton Fernandes, diretor de Comunicação do Ibracon, que atuou no papel de mediador.

Blanchet iniciou sua apresentação dando a definição de governança corporativa: “É o conjunto de normas que define a forma como as empresas e demais organizações são dirigidas, monitoradas e incentivadas, envolvendo os relacionamentos entre sócios, conselho de administração, diretoria, órgãos de fiscalização e controle e demais partes interessadas”. Ele destacou, ainda, que “as boas práticas de governança convertem princípios básicos em recomendações objetivas, alinhando interesses com a finalidade de preservar e otimizar o valor econômico de longo prazo da organização, facilitando seu acesso a recursos e contribuindo para a qualidade da gestão da organização, sua longevidade e o bem comum”.

De acordo com o palestrante, os Conselhos de Administração surgem justamente dessa necessidade de definir as estratégias de uma companhia e de pautar e fiscalizar a diretoria que deverá implementá-las. “E cabe ao auditor independente respaldar o Conselho de Administração no que se refere à validação das demonstrações financeiras”, esclareceu Blanchet, que também destacou a importância de outros órgãos de fiscalização e controle, tais como os Comitês de Auditoria, que têm o papel de zelar pela qualidade e confiabilidade do processo de elaboração e divulgação das Demonstrações Contábeis, e o Conselho Fiscal.

“A Auditoria Independente tem como principal atribuição opinar se as demonstrações contábeis representam adequadamente a realidade daquela organização”, ressaltou. “Por isso, a contratação de Auditoria não pode se basear numa rodada de preços”.

Tiago Isaax, da B3, disse em sua palestra que existe quatro grandes grupos de empresas: as companhias que não enxergam valor na governança corporativa nem na auditoria contábil; as companhias que veem valor nesses trabalhos e precisam deles para obter recursos (elas percebem o retorno sobre investimento); as companhias abertas, sendo que, dentre estas, a grande maioria tem maturidade média a respeito da importância da governança corporativa; e as companhias abertas com maturidade efetiva sobre a importância da governança corporativa, e que já buscam a implementação de melhores práticas.

“As organizações que pertencem a este último grupo costumam estar na vanguarda das práticas de governança”, disse Isaac. “Além disso, aos poucos também toma corpo mais uma regra do novo mercado: a necessidade de instalação de um Comitê de Auditoria Estatutária”, complementou o palestrante. “Dentre as empresas mais maduras em termos de governança, há uma valorização das críticas e dos questionamentos que os auditores apresentam, pois essa seria a ‘pedra no sapato’ indutora das melhorias em suas práticas”, enfatizou Isaac.

Marco Castro, por sua vez, acentuou que os auditores atuam como “grandes pilares do mercado de capitais", e destacou que “o auditor externo é aquele que tem condições de avaliar os processos de governança das empresas e fazer críticas pertinentes. Ele é aquele que detém a capacidade de prover o aporte necessário à tomada de decisões".


Por Comunicação Ibracon

Próximos cursos

Fechar [X]

Indicar a um amigo!

Fechar [X]

Enviar a um amigo!