IBRACON - Instituto dos auditores independentes do Brasil

IBRACON - Instituto dos auditores independentes do Brasil IBRACON - Instituto dos auditores independentes do Brasil

Início Loja Virtual TV Ibracon Fale Conosco

Seguradoras

O GT (Grupo de Trabalho) Seguradoras, mantido pelo Ibracon – Instituto dos Auditores Independentes do Brasil, tem como objetivo discutir, analisar e estudar temas relevantes relacionados a Contabilidade e Auditoria Independente no âmbito das operações das sociedades seguradoras, das  empresas de capitalização,  das  entidades  de previdência privada, das resseguradoras e das operadoras de planos de saúde. É também parte dos objetivos do GT apoiar a atuação dos representantes do Ibracon na Comissão Contábil instituída pela Superintendência de Seguros Privados (SUSEP)  e que conta com representantes da Federação Nacional de Seguros Gerais (FENASEG) , Federação Nacional de Capitalização (FENACAP), Federação Nacional de Previdência Privada e Vida (FENAPREVI), Associação Brasileira das Empresas de Resseguros (ABER), além da própria SUSEP . Além disso, o Grupo tem mantido contatos periódicos com representantes da Agencia Nacional de Saúde Suplementar (ANS) para discussão de temas relacionados a contabilidade e auditoria das entidades reguladas pela Agência.
Participam do GT os associados do Ibracon que tenham experiência em trabalhos de auditoria nas entidades e que manifestem sua intenção de participar ativamente dos trabalhos do grupo. Uma vez aceito, deve seguir o regulamento de funcionamento dos grupos de trabalho, mantendo sua associação ao Instituto de forma regular e assiduidade no comparecimento as reuniões.

As discussões no GT, com grande frequência, estão relacionadas aos temas que são discutidos na Comissão Contábil mantida pela SUSEP. Além disso, os membros do Grupo, no curso de suas atividades profissionais, identificam assuntos que requerem debates e orientações e os levam à pauta das reuniões. Eventualmente, os assuntos são direcionados ao GT Seguradoras a partir de questões endereçadas por associados ou terceiros ao Instituto.

Dependendo da complexidade do assunto, pode-se indicar um responsável por um estudo mais aprofundado ou pela elaboração de uma minuta de documento. Os assuntos são discutidos e um posicionamento é emitido.
Ao final da discussão de um assunto no GT, se os membros entendem que o assunto em debate requer a emissão de um documento contendo um posicionamento formal do Instituto e orientações aos auditores, é preparada uma minuta e encaminhada à Diretoria Técnica, para as devidas providências.

 

Fechar [X]

Indicar a um amigo!